Home / Entrevista com nossa Capa Aline Dahlen

Entrevista com nossa Capa Aline Dahlen

Cacá Duarte

Por Cacá Duarte

“Sou uma funcionária da arte, não gosto de rótulos”

Aqui só cabe amor! Diz Aline Dahlen

Nessa edição nosso giro é com a linda modelo, e capa da nossa revista, Aline Dahlen. Alegria, beleza, sorrisos definem nossa entrevistada, como boa geminiana, não poderia deixar de ser um pouco indecisa, sendo assim torce para seleção Brasileira (afinal, como poderia torcer para um time só?), ela adora amarelo (e verde, e azul e preto, e lilás… bem, isso vai depender do dia), admira o amor e o carinho que recebe dos fãs e é contra qualquer tipo de racismo e preconceito, diz que o ser humano e a felicidade valem a cima de tudo.IMG_9236

Romântica, lembra até hoje o nome e sobrenome do carinha, uns 12 anos mais velho, em que deu o primeiro beijo aos 15 anos, e lembra também, em meio aos risos, que engasgou durante o beijo. Desde sempre prefere homens mais velhos, por que segundo ela, são mais maduros, mais experientes, mais cultos e decididos. É artista sem rótulos, no entanto o trabalho mais difícil que já teve foi o de vendedora numa loja de calçados, antes de fazer seu primeiro trabalho na tv.

O Maior arrependimento de sua vida? Nenhum. Ah, se bem que teve um cara, um ex-namorado que… ( um ex? quem nunca? Vamos mudar de assunto).

Já quero começar elogiando e aplaudindo o corpaço que Aline está. É claro que eu não poderia deixar de perguntar o que ela faz para manter a boa forma. Aline conta que faz academia, porém não malha muito, apenas o essencial para manter o corpo bonito de vestido e de biquíni. “Tenho uma alimentação balanceada e não como carne vermelha”. Ela brinca e diz “Tenho alma de gorda, gosto e sinto prazer em comer”, entretanto, sabe que é necessário ir à academia e mante uma alimentação equilibrada, já que não existe milagre para ter um corpo perfeito sem esforço. Mas tudo sem exageros, Aline diz que não é daquelas que chega a carregar sempre uma marmita na bolsa, mas nos revela um segredinho “levo um shake de proteínas pra quando a fome bate” e diz que também optou por abrir mão do pãozinho, trocando-o pela tapioca. “Como tapioca com goiabada cascão. Adoro um doce.”

Quando o assunto é relacionamento, ela nos diz que é uma encalhada assumida, porém encalhada por opção, já que para conquistar o coração dessa diva, o pretendente precisa preencher uma “pequena – grande” lista de exigências. A top é exigente, mas é claro que, como ela mesmo diz “não me falta homem, me falta amor. Sou muito romântica”. Ela acredita que tudo tem sua hora e que quando for a hora, seu grande amor aparecerá.

Pergunto se ela sonha em se casar e ter filhos, ela nos responde que somente após os 28 anos que despertou essa vontade de casar e ter filhos, e que o ensaio para a Real Noivas fez com que ela experimentasse a sensação e o nervosismo de uma noiva de verdade. “Foi maravilhoso poder escolher meus vestidos, e me sentir como uma noiva real. O vestido nos dá todo esse glamour”.

Aproveito e pergunto: Como seria o casamento perfeito para você? E não é que a Real Noivas chegou perto dos sonhos da nossa diva. “Casar ao ar livre, em uma cerimônia intimista, ao som dos pássaros seria o cenário perfeito para celebrar o amor. Com um vestido rodadinho, um salto nem alto e nem baixo, rodeada dos meus gatinhos e de pessoas queridas. Simples e romântico.” E é claro que pra ser perfeito de verdade é preciso encontrar o par ideal, que para Aline, seria uma pessoa que compartilhasse dos mesmos sentimentos e dos mesmos planejamentos que ela, que aprecie a boa arte e a boa gastronomia, inteligente e bem humorado! Um príncipe! Logo, Aline suspira e brinca “Ah, acordei”, seguindo com risos. E completa, estou muito bem comigo mesma, sempre divertida diz: “tesouro quero te encontrar sem garimpar”. Quando aparecer estarei de braços abertos, mas não estou procurando.

           Partindo para a parte profissional, Aline participou pela primeira vez de uma novela em 2006, Cobras e Lagartos. De lá pra cá, já fez vários trabalhos e cada vez mais cresce e ganha espaço profissionalmente e diz que está com muitos projetos em vista, com muitas propostas em aberto e que em breve terá novidades para os seus fãs. “Logo estarei nas telinhas.” E sobre como ela se define profissionalmente Aline diz: “Sou uma funcionária da arte não gosto de rótulos”. Um de seus sonhos é apresentar um Talk Show na Tv, e ela já está correndo atrás para que se torne realidade e em breve estar nas telinhas.

É com grande orgulho que ela conta sobre sua campanha de resgate e recuperação de cavalos de rua, Cavalos do Asfalto. O projeto está ativo no site www.bicharia.com.br, um site de financiamento coletivo, que visa arrecadar fundos para protetores e ONG´s.

E para os fãs que ficam curiosos em saber o quanto Aline está presente nas redes sociais, ela garante que mantem um contato direto com seus fãs. Ela própria responde as mensagens e diz que mesmo que não seja possível responder a todas, todas são lidas. Define seus seguidores como pessoas que gostam das mesmas coisas que ela, como bichos, artes e cuidados com o corpo. E conclui: “O que mais admiro no fã é o amor, o carinho e a delicadeza com que eles veem até mim, querendo cuidar, querendo saber como eu estou. Aqui só cabe amor!”.

           Peço para que termine nossa entrevista com uma palavra que a defina, porém na falta da palavra, ela prefere parafrasear com toda sua inteligência e irreverência e termina nossa entrevista com sábias palavras dizendo: “De nada adianta fidelidade sem verdade e lealdade”.

 IMG_9254 IMG_9255

Equipe Giro com Cacá Duarte

Apresenteção:  Cacá Duarte

Entrevistada: Aline Dahlen

Produção: Heitor Carlos

Fotografia e vídeo: Phoco Digital

Make: Angela Ribeiro

Theme by binabot software